domingo, 2 de setembro de 2012

////

Comendo a Sétima Arte

Após o show de Chico César, nós não tínhamos uma Mama para nos fazer mamadeira e aceitamos o convite para ir ao Sétima Arte, na Rua do Lima, Santo Amaro. No caminho, enfrentamos vários desafios ao atravessarmos as pontes do Recife, sendo o mais terrível e estranho o homem que fazia suas necessidades fisiológicas bem ali, na beira da ponte, quase em frente ao Palácio do Campo das Princesas! Isso é estranho, mas vamos ao bar!

Será que o Sétima Arte rivaliza com o Central em densidade de jornalistas ?

O Sétima Arte é um bar que tem o cinema como tema (que é a sétima arte, dããã...), e lá você vê as paredes cheias de imagens de filmes, o cardápio com nomes relacionados ao mundo cinematográfico, rolam nas músicas de fundo trilhas sonoras, etc. 

Falar nisso, a trilha de Pulp Fiction tocou umas três vezes. Sendo sincero, como ficamos na área ao ar livre não vimos muito da caracterização do lugar, só entrei na casa para ir ao banheiro e ele não tinha nada de temático (ele poderia ser igual aquele banheiro de Transpointing, ter na parede um painel da famosa cena de Psicose ou emular o banheiro onde o doutor Brown caiu e concebeu o projeto do capacitor de fluxo).


Estava me pelando de fome quando cheguei e, após uma luta de 30 minutos para conseguir um copo para Marcela, me liberaram um cardápio. Dei aquela olhada e entre saladas, tira-gostos, coisas estranhas (como sushis de tapioca) e tal, eu fui do básico: Caldinho! Me agradei da descrição falar que vinha bacon no caldinho. Bacon é Vida! O tira-gosto veio com dois ovinhos de codorna dentro, e por fora um queijinho e umas azeitonas pretas cortadas, mas... cadê o bacon? 

Confesso, foi decepcionante pagar R$ 6 num caldinho muito gostoso, mas pequeno e que deveria ter vindo com bacon (acho que tentaram me enganar colocando 2 ovinhos, não sei, não sei... bacon, bacon...).
Ganhou 7,5! Se tivesse vindo o bacon era um 9!
Esses cardápios com nomes fantasias para as comidas me deixam confusos... Você não sabe se pede um Los 3 Amigos ou uma batata-frita com queijo e bacon... ou pelo número... é triste. Eu pedi pelo nome Los 3 Amigos, apontando no cardápio para deixar bem claro, sem erros. Veio um pratão com algumas batatas no meio e um molho de queijos muito bonito com tiras de bacon. Sem questionar a quantidade (tinha mais prato que comida) é uma boa pedida, pois é bom! O problema, percebeu a observadora Luisa, é que o cardápio falava em bacon em cubos e veio em tiras... fica difícil para nós, cortarmos bacon (que é vida) em tiras com palitos. Tudo se encaixa agora na falta de bacon no meu caldinho, o bacon em cubos havia acabado! Ainda pedimos mais 2 desses, para tentar apaziguar a fome de todos...
O prato acabara de chegar! Siiiiiiim, mais prato que comida!
Bem, a gente não estava comendo no seco, pois o bar é bem servido de bebidas. Eu fui de caipirinha de Pitú, que estava boa, mas com duas sugadinhas (sfuuu, sfuuu <-- onomatopéia de sugada) acabava. Teve gente bebendo suco, uns bons drinks e muita cerveja! E é Heineken, que dizem ser chique.

SUSHI ESTRANHO

Preparem-se para o momento mais desbravador e interessante da noite: O sushi de tapioca! Milenna do NãoSeiCozinhar e Nathalia (nossa colaboradora eventual) resolveram apostar nessa ideia. Uma pasta de camarão com algo, enrolado por uma massa de tapioca. O molho era uma mistura de mel e shoyo, formando a garapa mais inusitada que já vi ou ouvi falar. Tensão no ar, rufaram os tambores e saiu um parecer meio que não sei, meio que tá bom, meio que tá ESTRANHO... Se você quiser comer alguma coisa de goma de tapioca vá na Sé, em Olinda, será muito mais proveitoso.
Ta-ta-tapioca, ta-ta-tapioca...

O sushi de tapioca não passou no teste, assim como o atendimento, que só melhorou no fim da noite. O bar estava muito cheio quando chegamos e havia poucos garçons, o que dificultava muito ter atenção de algum. No fim das contas, é um local a se cogitar mais para o início de noite, aquele happy hour com os amigos do trabalho. Para passar a noite conversando e bebericando, só se você morar perto, pois pra beber e encher a barriga vai ser complicado.




Segundo o foursquare, o Sétima Arte fica na Rua do Lima, 195, Recife, Pernambuco, Brasil. Tem o facebook deles também, mas lá só tem o mapinha do local.

Rodolfo Nícolas sabe que a nona arte são os quadrinhos. Mas e as outras?

OBS: Respondam nossa pesquisa sobre o RecifEstranho! Clique aqui para nos ajudar, é rapidinho.

6 Reactions to this post

Add Comment
  1. Lorena disse... 2 de setembro de 2012 21:53

    eu acho esse bar muito caro e o atendimento muito ruim.

  2. Luísa Ferreira disse... 5 de setembro de 2012 21:19

    eita, sou celebridade! adorei a onomatopeia de sugada. hahaha. também acho caro e com atendimento ruim :( mas é na frente do jornal, né..

  3. Anna disse... 6 de setembro de 2012 15:37

    Agora tô curiosa pra saber quais são as outras artes, haha! E tapioca só em Olinda mesmo!

  4. Marcos Windson disse... 10 de novembro de 2012 19:07

    Estou quase indo ao bar....não sei se terei resposta a tempo mas....
    A conta é coletiva ou tem comanda????

  5. pajaraca_n disse... 11 de novembro de 2012 10:16

    Marcos, a conta é coletiva. Então evite ir com amigos "caneleiros" que não dividem bem a conta. Se for lá, volte e nos conte como foi (se quiser fazer um "jabá", dizendo ao gerente que foi por ter visto a resenha aqui, agradecemos uhuhuhuhu). Boa sorte!

  6. Tati Canto disse... 24 de junho de 2013 23:55

    Quer um consolo? Dá uma lida na minha experiência:
    http://www.isogastronomico.com.br/2013/06/a-setima-arte-que-nao-e-coisa-de-cinema.html

Postar um comentário