terça-feira, 27 de agosto de 2013

////
Ah a magia dos bares, dos bares com sinuca, dos com comida barata, daqueles com televisão ou dos feitos somente para beber... Eu era pequeno lá em Salgueiro e passava no bar de “Bastim” e via o povo bebendo, jogando sinuca e assistindo jogo. Às vezes meu pai tava lá e me pagava uma ficha pra eu ficar brincando de bila (bola de gude) com as bolas de sinuca e as caçapas. Sempre sonhei em rasgar uma mesa de sinuca ou quebrar uma bola apertando-a, como um super sayajin do Sertão. Mas enquanto eu estou mais pra Kuririn do que pra Vegeta, como e bebo no Derbilhar!
Criativo nome do bar

terça-feira, 20 de agosto de 2013

////
O RecifEstranhO tem alguns parâmetros obscuros nas suas avaliações. Nem nós mesmos poderíamos explicar neste breve rodapé devido a “brilhantitude” dos argumentos. Às vezes é o caldinho, às vezes é a macaxeira, às vezes é a cor da camisa de quem tá no caixa e, às vezes, é o arrumadinho! Boteco metido a bom que inventa de vender tira-gosto tem que ter arrumadinho e em Abelardo tem!

[UPDATE: Depois da postagem, uma amiga nossa nos contou que o namorado a pediu em namoro no Bar do Abelardo. Ouuunn.  O bar que inspira paixões também! <3 <3 <3]
Ah, o feng shui do arrumadinho...