terça-feira, 25 de março de 2014

Cavaco, cavaquiiiiinho... Cavaco!

Alguns pontos do Recife oferecem outras alegrias da viagem que não pipoca. Um paladar mais ousado se arriscaria a prová-lo. Sem sombra de dúvidas o mais gostoso e refinado item a ser vendido em um sinal é o cavaco.
Cavaco em sua forma original e purista
Muita gente nunca deu bola para ele, e deve pensar: - Ai, comer essas coisas vendidas na rua, no sinal... Se Stallone Kobra lê-se seus pensamentos ele diria que você é um cocô, principalmente por perder a felicidade palatal do cavaco.

Ele se quebra ao toque e desmancha na boca. O leve adocicado faz salivar, ahhhhhhh! Mas é preciso comer com cuidado e ter prática, já que se desmancha todo a menor pressão. Outra coisa é que acaba ligeiro demais, derrete facinho facinho.
Perceba a textura utilizada ao fundo: bom gosto e educação
Com o maior cuidado do mundo trouxe um saquinho inteiro para casa, para dar gosto e beleza ao certo sorvete (criatividade mil do RecifEstranhO). Ficou show demais! Show! Show!

Você encontra cavaco em vários sinais da cidade, o mais famoso é o perto do Extra da Benfinca, no cruzamento antes da Policlínica Lessa de Andrade. Lá tem o vendedor agoniado que grita Cavaaaaaacoooo, cavaquiiiiiiiinho, cavaco! Dois pacotes dessa beleza custam em média R$ 5,00 e dão alegria muito mais valiosa. Está na lista de patrimônio do Recife pelo RecifEstranhO.
Iguaria! Cavaco com sorvete de doce de leite e chocolate com licor
Rodolfo Nícolas não chora cavaco.

1 Reaction to this post

Add Comment
  1. Janaina Francine disse... 1 de abril de 2014 11:00

    Quero registrar aqui o meu protesto e indignação. Saio eu de Biza City (ou Bezerros, como queiram) a 100km da capitá, com o firme propósito de arriscar o bendito cavaquinho que sempre via e não adquiria por falta de referências e... nada! Parecia aquelas tartaruguinhas que espicham o pescoço pra fora do casco espreitando o entorno e vi de tudo: pitomba, pipoca, caqui, pinha, laranja, confeito, água... Cadê o cavaquinho quando se precisa dele, gente? Frustrada. Só na próxima fugida para Recife, para arriscar o cavaco. O que o RE fez foi indecente e cruel: atiçou a gula de uma pobre e inocente gordinha matutinha que agora vai ficar salivando pensando em como aquela casquinha se desmancharia na boca. Bendita era a minha ignorância.

Postar um comentário